Da Rua para as Casas – Grafite na Decoração

Padrão
 “Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias…mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela…e reconhecer nela o seu lugar”
Carlos Drummond de Andrade

Diretamente dos muros para o mundo do designer de interiores, depois de muito preconceito, o trabalho dos grafiteiros começa a ser reconhecido. O que antigamente era considerado poluição visual, ultrapassou as barreiras da rua e virou arte. Ligado ao Hip Hop, o grafite é um método de mostrar artisticamente manifestações em paredes e muros públicos.

A Lei 12.408, atualizada em 26 de maio de 2011, prevê que a prática do grafite é considerada uma manifestação artística (mas deve ser praticada com a autorização do proprietário do imóvel público ou privado).

A palavra grafite é de origem italiana e significa “escritas feitas com carvão”. Os antigos romanos tinham o costume de escrever manifestações de protesto com carvão nas paredes de suas construções, como se fossem mensagens em cartazes. Tratavam-se de palavras proféticas e outras formas de divulgação de leis e acontecimentos públicos. Alguns destes grafites ainda podem ser vistos em sítios arqueológicos espalhados pela Itália. No século XX, mais precisamente no final da década de 60, jovens do Bronx, bairro de Nova York (EUA), restabeleceram esta forma de arte usando tintas spray.

O movimento de grafitar deixa o submundo da contravenção, rompe as barreiras e invade a casa das pessoas como uma arte reconhecida pelo seu valor estético. Ele chegou com força às tendências de moda e decoração.

É comum ver roupas, calçados e até bolsas de luxo, como as  ‘Louis Vuitton’ estampadas por motivos urbanos inspirados em grafite e tatoo. É também bastante comum vermos nas mostras de decoração paredes de ambientes de luxo trabalhadas em grafite.

O colorido que antes era restrito aos quartos de adolescentes e crianças agora faz parte da decoração de salas, escritórios e até mesmo grandes restaurantes. Seja nas paredes ou nas telas,  é uma das últimas tendências.

Se você está cansado das paredes brancas da sua casa, saiba que diferente da pichação essa arte é capaz de levar mais personalidade e descontração aos ambientes. É uma ótima opção para quebrar o branco tradicional.

Na hora de decorar é preciso ter cuidado para que as cores conversem bem com a mobília e com os acessórios do ambiente. Uma boa alternativa é investir em móveis cleans para que eles não entrem em conflito visual com a arte. Para evitar possíveis exageros, eleja apenas uma parede da sua casa.

Se o desenho for colorido, é importante que a superfície onde ele será aplicado seja neutra, de preferência branca. Para os menos ousados uma boa opção é investir em quadros e acessórios com esses motivos urbanos. Atualmente, encontramos várias opções no mercado.

Que tal você mesmo decorar as paredes da sua casa? Na Escola São Paulo, você encontra  o curso Grafite: Arte Urbana.

Eu amei!

Pesquisa:

http://fabricadmarco.wordpress.com/

Anúncios

Sobre Senhoras na Moda - Vanda Panzica

Sempre gostei muito de moda e de criar ou tirar idéias para montar meu próprio look. Com a idade temos que observar mais detalhes que nos ajudem a conservar a elegância, esconder imperfeições, realçar belezas que a idade ainda não apagou, além de nos preocuparmos com looks de custos razoáveis. Senti falta de blogs direcionados à nossa faixa etária e foi então que resolvi criar este, aos 58 anos de idade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s