Arquivo mensal: setembro 2012

Colete Alongado

Padrão

Coco Chanel, na década de 1920, foi a pioneira a incorporar o colete em seu vestuário. Não só prezava o conforto e praticidade para as roupas das mulheres, como também adequar a moda masculina ao guarda-roupa delas. 

O colete é a terceira peça do vestuário masculino  que forma o terno, com a função de guardar o relógio que era carregado pelos homens em seus bolsos. Mas, com o passar do tempo e a chegada dos relógios de pulsos, o colete acabou se tornando uma peça quase desnecessária. Com o tempo,  foi ganhando varias versões, e hoje é um item indispensável no guarda-roupa feminino. Ele traz charme ao look e é  um verdadeiro coringa!  

Estilo anos 90,  o colete alongado agrega estrutura e charme. Com detalhes e materiais diversos, ele aparece entre as produções como um item de sobreposição poderoso. É aquela terceira peça que entra no look para definir o visual de forma estratégica.

Se antes era básica, a dupla camiseta e calça, ganha estrutura, informação de moda e cabamento sofisticado com o colete.

Então use a peça a seu favor. O modelo alongado ajuda a valorizar a silhueta, disfarçando quadris avantajados ou possíveis gordurinhas localizadas na região da cintura. Fique atenta à proporção desta peça em relação ao seu corpo, se for baixinha escolha versões que terminem no máximo no ossinho do quadril, como forma uma linha vertical de botões, funciona como emagrecedor visual, acrescentando mais curvas ao corpo feminino.

Pesquisa:

Revista Estilo – Editora Abril

http://www.mundodastribos.com/

Esculturas vazadas – Bruno Catalano

Padrão

Bruno Catalano nasceu na França em 1960. Começou a fazer esculturas e estátuas no início dos anos 90, se tornando um dos artistas mais promissores dos últimos anos.

Sua coleção “Os viajantes” é muito curiosa: mostra pessoas em tamanho natural caminhando e levando maletas, mochila, violino, entre outros objetos.

Ao dar uma olhada nas imagens, entendemos porque sua obra  faz tanto sucesso! Suas esculturas são bastante diferentes, feitas em bronze, apesar de vazadas, parecem quase vivas: são cópias fiéis de nós mesmos. Suas expressões ora transmitem vigor, ora desânimo.

Sua coleção está exposta em grandes corporações públicas e privadas da França, China, Bélgica, Inglaterra, Suíça e Estados Unidos.

Pop Art + Novela Avenida Brasil – Rafael Barletta

Padrão

Quem não assiste a novela Avenida Brasil? Ela é comprovadamente, um sucesso nacional. As personagens de João Emanuel Carneiro, autor da novela, brincam de mocinha e vilã o tempo todo deixando todos em dúvida para quem torcer no final. E assim ficamos todos de olho nela e torcendo para um ou outro, embora nenhum dos lados tenha uma conduta considerada íntegra, pois o ditado “olho por olho, dente por dente”, no final não faz bem a ninguém. A vingança corroi as nossas forças!

Aproveitando este sucesso, o designer e diretor de arte gaúcho, Rafael Barletta, transformou os principais personagens da trama em desenhos minimalistas inspirados na pop art.

Para quem não sabe, um dos princípios do minimalismo é : “menos é mais”, isto é, tentar deixar só a essência do objeto retratado.

O artista gaúcho diz, em seu blog, que é “um admirador assíduo das comunicações alternativas e do mercado de consumo”.

O resultado é fantástico pois podemos identificar, sem grande esforço, cada personagem.

Pesquisa:

http://www.aquivaiumadica.com/

http://virgula.uol.com.br/

Apague as olheiras

Padrão

Grau 1 – Leve coloração aparente

Além de surgirem após uma noite maldormida, as marcas escuras podem ser hereditárias ou desencadeadas por problemas respiratórios (rinite, asma e bronquite), por excesso de cigarro (pela ação vasoconstritora da nicotina) e bebida alcóolica e pela alta concentração de melanina – nesse caso, vale usar produtos clareadores. “Eles são ricos em vitaminas C e E, que amenizam o tom da olheira”, conta Márcia Purceli. Para intensificar o efeito, depois do creme, faça compressas por 15 minutos com bolsas de gel à base de chá verde. Os peelings com ácidos glicólicos, retinoico e salicílico também ajudam a clarear a pele.

Grau 2 – Mancha escura mais evidente

Ocorre, em geral, nas morenas, pois o grau de melanina nesse tipo de pele é mais acentuado. “Suplementos com extratos de blueberry (fruta conhecida pelas propriedades de queima de gordura), uva e vitamina C estimulam a microcirculação sanguínea, evitando bolsas e olheiras”, explica a dermatologista Leila Gazi, de Três Lagoas (MS). Outras opções: cremes à base de hemaline e sessões de Luz Intensa Pulsada. “O método é pouco agressivo e faz a cauterização, fechando os vasos que provocam olheiras. O ideal são quatro sessões, uma por mês”, conta a dermatologista Sonia Voss, de Santos (SP).

Grau 3 – Além da sombra, o contorno dos olhos fica mais oridundo

P aparelho Q-Switched Rubi, que absorve o pigmento, é a sugestão de Sonia para clarear a pele em cerca de três sessões (a intervalos mensais). Se as olheiras crescem e aparecem pela falta de volume na área abaixo dos olhos (a chamada goteira lacrimal), a solução, segundo o dermatologista André Braz, do Rio de Janeiro, é o preenchimento com ácido hialurônico, feito com agulha bem fina ou microcânula. “O ácido de baixa densidade, específico para essa região, afasta a pele dos vasos sanguíneos. Isso provoca uma redução na mancha escura sob os olhos. Deve ser feito uma vez ao ano”.

Elle indica:

Renew Clinical Eye Lift Pro Gel/Creme Corretor, Avon R$ 40,

Revaléskin Eye Cream, Stiefel R$ 122,

Emulsão Antissinais Firmadora Chronos, Natura R$ 54,

Acquasource Yeux, Biotherm R$ 154,

Instant Depuffing Roll-on Gel, Sephora R$ 75,

Revitalift Roll On Olhos, L’Oréal Paris R$ 40,

Pesquisa:

Revista Elle – Editora Abril

Ilustração David Downton

Padrão

David Downton nasceu em Kent, no sul da Inglaterra, em 1959. Estudou em Canterbury (Fundação ano de 1977 – 1978) e Wolverhampton (BA Hons ilustração / gráficos 1979-1981). Em 1984, mudou para Brighton onde começou sua carreira de ilustração. Nos últimos 12 anos, trabalhou em uma grande variedade de projetos que vão desde publicidade e embalagem para ilustrar ficção,  livros de culinária e, ocasionalmente, moda.
Em 1996, desenhou alta-costura para o Financial Times e, desde então, tornou-se conhecido, principalmente como ilustrador de moda.

Pesquisa:

http://www.daviddownton.com/

Arte na Neve – Simon Beck

Padrão

Parece um bordado, uma renda?

O artista Simon Beck cria  arte na neve, andando, vestindo raquetes. Ele fez a primeira escultura gelada em 2004.  Algumas obras do artista são tão grandes e complexas que chegam a ocupar uma área equivalente a seis campos de futebol.

Educado em Oxford, cartógrafo independente, normalmente anda por cerca de 5-9 horas, ou até que  fique muito cansado, usando um farol ao escurecer.

A maioria dos projetos são figuras geométricas, ou figuras geradas por regras simples repetidas em diferentes escalas, criadas sobre lagos congelados em Savoie, França.

“No decorrer do tempo eu espero colher imagens durante o processo, para demonstrar como é feito”, diz Simon Beck.

Pesquisa:

http://www.thinkcontra.com/

http://oblogdovictor.blogspot.com.br/