Pop Art – Romero Brito

Padrão

Artista de origem humilde do interior do estado de Pernambuco, Romero Britto conquistou fama e reconhecimento mundial, sendo hoje referencia internacional em Pop Art.

Nascido na cidade de Recife, mostrou interesse pela arte aos oito anos de idade, pintando sucatas, papelão e jornal, tendo seu talento estimulado pela família através de livros. Em contraste com sua realidade pobre, o jovem Romero reproduzia felicidade e alegria de viver. Aos 14 anos, expôs seus quadros pela primeira vez e vendeu um deles à Organização dos Estados Americanos. Depois de visitar a Europa e entrar em contato direto com o mundo da arte, fixou residência em Miami (EUA) e conseguiu um espaço próprio para expor suas pinturas. A partir daí, empresas com interesse em cultura popular, como Absoluty Vodka, IBM, Disney, Pepsi e Grand Manier, incorporaram as pinturas de Britto em seus projetos especiais.

Produz pinturas explorando formas geométricas ou figuras de sua preferência, como corações ou animais, sempre com cores vivíssimas. Essas obras invocam espírito de esperança e sensação de aconchego, segundo muitos de seu colecionadores. Sua arte, de cores vibrantes e composições ousadas, criam temas delicados e graciosos, com elementos compostos do cubismo. As linhas e composições de Romero Britto são únicas.

Em 1989, Michel Roux, importador americano da Vodka Absolut viu seu trabalho e o contratou para fazer a campanha publicitária da bebida.

Em 1995 fez uma campanha para a Pepsi e teve seus desenhos estampados em 1,5 milhão de latas de refrigerantes, e em 1997 foi contratado para retratar os astros da Disney.

Também já desenvolveu trabalhos para as gigantes IBM e Apple. Suas obras vêm sendo estampadas nos mais diversos produtos, embalagens, carros, tecidos e acessórios para a indústria da moda.

Em 2002 inaugurou uma galeria em São Paulo, situada na Rua Oscar Freire, e em 2003 Oscar D’Ambrosio lançou o livro intitulado “Contando a Arte de Romero Britto”.  Atualmente quase toda sua produção é feita sob encomenda.

 ”Não creio que devamos viver isolados ou falar de coisas terríveis. Pessoalmente, não gosto de debater os problemas do mundo, prefiro falar sobre soluções; hoje em dia, os jornais publicam casos pavorosos e más notícias. Eu, ao contrário de tudo isso, creio em minha arte e no poder de uma mensagem positiva. Quando era jovem, a vida me parecia um pesadelo, tudo parecia desmoronar ao meu redor. Agora, meu mundo é minha arte. Em meu estúdio, debruçado sobre as telas, posso criar e controlar um mundo pequeno, perfeito, que posso compartilhar com todos. Por que haveria de desejar compartilhar meus pesadelos?”, declara o artista.

Pesquisa:

Anúncios

Sobre Senhoras na Moda - Vanda Panzica

Sempre gostei muito de moda e de criar ou tirar idéias para montar meu próprio look. Com a idade temos que observar mais detalhes que nos ajudem a conservar a elegância, esconder imperfeições, realçar belezas que a idade ainda não apagou, além de nos preocuparmos com looks de custos razoáveis. Senti falta de blogs direcionados à nossa faixa etária e foi então que resolvi criar este, aos 58 anos de idade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s