Esculturas + talheres – Bruno Pansart

Padrão

O artista francês Bruno Pansart, nasceu em 22 de janeiro de 1960 em Nantes, ele  transforma talheres em esculturas. Uma criação harmoniosa a partir da reciclagem de objetos surpreendentes.

Criações originais são a sua identidade artística única. Essas conquistas, em linha reta fora da minha imaginação, feitos talheres antigos são um bom exemplo.

Depois de estudar eletromecânica, trabalhou quase 30 anos na RATP. Durante  esses anos, deixou  amadurecer em suas viagens a paixão para a criação  e recuperação. Em 1980, mudou para o Dakar por um ano, descobriu o mundo do engenho, os artesãos de reciclagem instalados nos cantos dos subúrbios, uma economia informal, bairro popular e carente, Dakar, estruturado como formigueiro às margens da sociedade de consumo.

Em 1994, se empenhou em colaborar com  grandes estruturas humanitárias. Foi durante suas viagens que as idéias surgiram até chegar a esta bela história “escultura” .

Foi em 2002 que  descobriu no outro lado de Montmartre emParis o local onde montou sua loja oficina, e começou com uma jovem equipe sua aventura. A loja tornou-se um ponto focal da vida no bairro. Os comerciantes trazem caixas, paletes, moradores, baterias, plástico, computadores velhos … Um verdadeiro vínculo social é criado em torno da idéia de desenvolvimento urbano sustentável, além do aspecto ambiental, a associação tem um papel social. Ele recebe regularmente em seu estúdio pessoas para reintegração: “Da coleção para a recuperação”, há toda uma gama de atividades que permite às pessoas recuperar a confiança.

Os estragos do tempo e da história do objeto  o estimulam nesta reforma, divertindo-se  enquanto procura maior realismo. Hoje a sua felicidade  é interagir com esses coletores e ver  suas criações nos EUA, os países da CEE, Bélgica, Espanha, Polónia, Portugal  e os países do Oriente Médio.

Sobre Senhoras na Moda - Vanda Panzica

Sempre gostei muito de moda e de criar ou tirar idéias para montar meu próprio look. Com a idade temos que observar mais detalhes que nos ajudem a conservar a elegância, esconder imperfeições, realçar belezas que a idade ainda não apagou, além de nos preocuparmos com looks de custos razoáveis. Senti falta de blogs direcionados à nossa faixa etária e foi então que resolvi criar este, aos 58 anos de idade.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s