Arquivo mensal: julho 2013

Curiosidades – Desertos

Padrão

A maioria das pessoas gosta de viajar e normalmente o local escolhido é a praia! Algumas vezes o campo, montanhas mas… alguém já pensou em visitar o deserto? Sinceramente? Eu prefiro conhecer apenas por foto! Sendo assim… vamos conhecer alguns, pelo mundo a fora?!!!

O Saara, seu território se estende por diversos países da África e a parte localizada no Egito é a que além de abrigar as pirâmides e diversas antiguidades de inestimável valor histórico,  ainda conta com fabulosas cavernas desérticas, lar de espécies animais e vegetais pouco conhecidas pelos biólogos e botânicos até hoje. 
Apesar de ser um dos maiores países do mundo, a Austrália só é habitada em sua costa. O motivo é o gigantesco deserto que ocupa seu centro, conhecido como Outback. Talvez este seja um dos desertos mais visitados por turistas, tendo em vista a grande infra-estrutura oferecida. A grande atração é a enorme pedra localizada no meio do nada, que muda de cor diversas vezes ao longo do dia. Também é lar dos internacionalmente conhecidos cangurus vermelhos. 
Quem cresceu assitindo às aventuras do Papa Léguas na TV já está familiarizado, de algum modo, com os desertos americanos. Mojave, localizado ao Sul da Califórnia, conta com o maior número de plantas nativas deste tipo de clima em todo o mundo. O pôr do sol também é lindo! 
Localizado na Ásia, o deserto de Gobi divide-se entre os territórios da China e da Mongólia. Apesar de ser constituído, em sua maior parte, de pedras, existem alguns pontos de dunas e oásis. A grande atração é conhecer as pequenas cidades que se espalham ao longo deste caminho.

Deserto de Atacama, no Chile. A paisagem se estende pelos Andes e sobe a mais de 2 mil metros de altitude. Ao longo das vastas paisagens áridas, encontram-se lindos lagos.

Pesquisa:

http://www.blogaroundandabout.com/

Tendência – Modelagem Reta

Padrão
Modelagem reta, usei muito em minha juventude! Os anos 60 retornam com mais esta tendência inspirando-se em uma estética clean com detalhes em cores e novos materiais como o vinil (muito usado naquela época) o grafismo, as cores marcantes, o estilo futurista.

Em 1965,  o estilista  André Courréges  operou uma verdadeira revolução na moda com sua coleção de roupas de linhas retas, minissaias, botas longas e sua visão de futuro de roupas espaciais, metálicas e fluorescentes. Saint Laurent criou vestidos tubinho inspirados nos quadros neoplasticistas de Mondrian e o italiano Pucci virou mania com suas estampas psicodélicas.

A forma da silhueta reta herdada desta década está conquistando muitos fashionistas e estilistas em suas coleçõesNovos tecidos,  variedade nas estampas, nas fibras, inclusive com a popularização no mercado, das fibras sintéticas além das naturais.

Para quem está acima do peso, esta modelagem costuma agregar mais volume, mas caso queira arriscar, prefira casacos abertos para formar aquela famosa linha vertical e alongar e emagrecer.